Uma das principais características do Spring Boot é a sua simplicidade em permitir criar rapidamente uma aplicação sem abrir mão do design do seu código. E se você realmente quer fazer um trabalho de qualidade não pode abrir mão dos testes. Um bom modo de se fazer isso é com testes efetivos (não mocks) rodando no seu ambiente desenvolvimento. No trecho de códigos criamos o nosso primeiro teste.

package br.com.erudio;

import java.io.IOException;
import java.util.List;

import org.junit.Assert;
import org.junit.Before;
import org.junit.Test;
import org.junit.runner.RunWith;
import org.springframework.beans.factory.annotation.Autowired;
import org.springframework.boot.test.context.SpringBootTest;
import org.springframework.test.context.junit4.SpringRunner;
import org.springframework.web.client.RestTemplate;

import com.fasterxml.jackson.core.JsonProcessingException;
import com.fasterxml.jackson.databind.ObjectMapper;

import br.com.erudio.models.Person;
import br.com.erudio.repository.PersonRepository;

//Inicializamos o SpringRunner
@RunWith(SpringRunner.class)
//Setamos como uma classe de testes com o Server inicializando em uma porta fixa
//Essa porta pode ser a 8080 ou a que desejarmos setada no nosso aplication.properties
//Acesse src/test/resources/application.properties caso deseje alterar
//No nosso caso é a 8888 como você pode ver no aplication.properties "server.port = 8888"
@SpringBootTest(webEnvironment = SpringBootTest.WebEnvironment.DEFINED_PORT)
public class PersonEndpointTests {
    
    //URL base para onde as requests serão feitas
    final String BASE_PATH = "http://localhost:8888/person";

    //Injetamos o repositório para acesso ao Banco de dados
    @Autowired
    private PersonRepository repository;
	
    //Definimos o restTemplate
    private RestTemplate restTemplate;
    
    //Definimos o JacksonMapper responsável por converter
    //JSON para Objeto e vice versa
    private ObjectMapper MAPPER = new ObjectMapper();
    
    //Definimos o que será feito antes da execução do teste
    @Before
    public void setUp() throws Exception {

        //Deletamos todos os registros do banco
        repository.deleteAll();

        //Inserimos alguma pessoas no banco
        repository.save(new Person("Diego", "Samuel", "Asa Sul"));
        repository.save(new Person("Eudes", "Silva", "Rosário"));
        repository.save(new Person("Anderson", "Silva", "Santa Teresa"));
	repository.save(new Person("Alice", "Ferreira", "Bombeiros"));
	repository.save(new Person("Alan", "Franco", "Granja Marileusa"));        
       
        //Inicializamos o objeto restTemplate
        restTemplate = new RestTemplate();
    }
    
    @Test
    public void testCreatePerson() throws JsonProcessingException{

        //Criamos uma nova pessoa
        Person person = new Person("Leandro", "Costa", "Presidente Roosevelt");

        //Fazemos um HTTP request do tipo POST passando a pessoa como parâmetro
        Person response = restTemplate.postForObject(BASE_PATH, person, Person.class);

        //Verificamos se o resultado da requisição é igual ao esperado
        //Se sim significa que tudo correu bem
        Assert.assertEquals("Leandro Costa", response.getFirstName() + " " + response.getLastName());
    }
    
  

}

Agora faremos um HTTP request do tipo GET para listar todas as pessoas ou uma em específico

    @Test
    public void testFindOne() throws IOException{

        //Fazemos uma requisição HTTP GET buscando por todas as pessoas
    	String response = restTemplate
			.getForObject(BASE_PATH + "/findAll", String.class);

        //Convertemos a resposta JSON para Objeto usando op Jackson
        List<Person> persons = MAPPER.readValue(response, 
			MAPPER.getTypeFactory().constructCollectionType(List.class, Person.class));
        //Pegamos o ID da pessoa na posição 1 da lista e fazemos nova requisição
        //Recuperando as informações da mesma
        Person person = restTemplate.getForObject(BASE_PATH + "/" +
			persons.get(1).getIdPerson(), Person.class);
        
        //Verificamos se o resultado da requisição é igual ao esperado
        //Se sim significa que tudo correu bem
        Assert.assertNotNull(person);
    	Assert.assertEquals("Eudes", person.getFirstName());
    	Assert.assertEquals("Silva", person.getLastName());
    }

Agora faremos um HTTP request do tipo PUT para atualizar uma pessoa em específico

    
    @Test
    public void testUpdatePerson() throws IOException{
    	String response = restTemplate.getForObject(BASE_PATH + "/findAll", String.class);
        List<Person> persons = MAPPER.readValue(response,
			MAPPER.getTypeFactory().constructCollectionType(List.class, Person.class));
        
        //Pegamos o ID da pessoa na posição 2 da lista e fazemos nova requisição
        //Recuperando as informações da mesma
        Person person = restTemplate.getForObject(BASE_PATH + "/" +
			persons.get(2).getIdPerson(), Person.class);

        //Alteramos as informações da pessoa recuperada
        person.setFirstName("Tiago");
        person.setLastName("Ferreira");

        //Fazemos um HTTP request do tipo PUT passando a pessoa 
        //e suas novas informações como parâmetro
        restTemplate.put(BASE_PATH, person);
        
        //como a operação PUT do RestTemplate é do tipo void
        //Precisamos fazer uma nova requisição para recuperar 
        //as informações da pessoa atualizada
        Person person2 = restTemplate.getForObject(BASE_PATH + "/" +
			persons.get(2).getIdPerson(), Person.class);
       
        //Verificamos se o resultado da requisição é igual ao esperado
        //Se sim significa que tudo correu bem
        Assert.assertNotNull(person2);
    	Assert.assertEquals("Tiago", person2.getFirstName());
    	Assert.assertEquals("Ferreira", person2.getLastName());
        
    }

Sendo assim nos testamos as operações do nosso endpoint. Se quiser ver mais detalhes você pode baixar o código deste post aqui, descompactar o arquivo zip e importar na sua IDE preferida ou clonar usando Git:


git clone https://github.com/leandrocgsi/spring-boot-rest-with-mongodb-example.git


Você pode acessar outros posts sobre SpringBoot e REST aqui mesmo no blog. É isso aí bons estudos e se gostou da postagem, vá até o topo desta página e torne-se um membro VIP para receber conteúdos exclusivos.

Tags: , ,