Arquivo por categoria MySQL

Configurando uma Conexão MySQL no JBoss com MySQL Connector JDBC Driver


Em um posts anterior aprendemos como criar uma conexão via JBoss e um banco MSQL Server usando o JTDS Driver e Microsoft JDBC Driver. Neste post falaremos do MySQL Connector JDBC Driver. Para configurar ele no JBoss seguiremos alguns passos similares aos outros posts:


1. Baixe o driver no site do MySQL.


2. Extraia o arquivo recem baixado e localize o arquivo mysql-connector-java-5.1.38-bin.jar.


3. No seu JBOSS_HOME crie diretórios respeitando a seguinte hierarquia “modules\com\mysql\main”. Dentro desse diretório coloque o arquivo recém baixado mysql-connector-java-5.1.38-bin.jar e crie um novo arquivo chamado module.xml com o seguinte conteúdo:


<?xml version="1.0" encoding="UTF-8"?>
<module xmlns="urn:jboss:module:1.1" name="com.mysql">
  <resources>
    <resource-root path="mysql-connector-java-5.1.38-bin.jar"/>
  </resources>
  <dependencies>
    <module name="javax.api"/>
    <module name="javax.transaction.api"/>
  </dependencies>
</module>


3. Agora precisamos modificar nosso standalone.xml adicionando as configurações abaixo à seção de datasources. Diferente dos posts anteriores adicionei novas configurações para que você saiba que pode definir novos parâmetros além do básico. No geral podemos definir parâmetros para o pool de conexões, validações, cache dentre outros. Essas configurações são padrão e com exceção das configurações de validação se aplicam à maioria dos bancos de dados.


<datasource jndi-name="java:jboss/datasources/SeuDatabase" pool-name="SeuDatabase" enabled="true" use-java-context="true" use-ccm="true">
   <connection-url>jdbc:mysql://localhost:3306/SeuDatabase</connection-url>
   <driver>mysql</driver>
   <transaction-isolation>TRANSACTION_READ_COMMITTED</transaction-isolation>
   
   <!-- Configuração opcional pra definir os parâmetros do pool de conexões -->
   <pool>
      <min-pool-size>10</min-pool-size>
      <max-pool-size>100</max-pool-size>
      <prefill>true</prefill>
   </pool>
   <security>
      <user-name>seu_usuario</user-name>
      <password>sua_senha</password>
   </security>
   
   <!-- Configuração opcional para validação de conexões e tratamento de exceptions -->
   <validation>
      <valid-connection-checker
         class-name="org.jboss.jca.adapters.jdbc.extensions.mysql.MySQLValidConnectionChecker"/>
      <exception-sorter
         class-name="org.jboss.jca.adapters.jdbc.extensions.mysql.MySQLExceptionSorter"/>
   </validation>
   
   <!-- Configuração opcional com os parâmetros de de cache -->
   <statement>
      <prepared-statement-cache-size>100</prepared-statement-cache-size>
      <share-prepared-statements>true</share-prepared-statements>
   </statement>
</datasource> 


E na seção drivers:


<driver name="mysql" module="com.mysql">
   <datasource-class>com.mysql.jdbc.jdbc2.optional.MysqlDataSource</datasource-class>
</driver>


O resultado final deve ser similar a configuração abaixo:


<subsystem xmlns="urn:jboss:domain:datasources:1.1">
   <datasources>
      <datasource jndi-name="java:jboss/datasources/SeuDatabase" pool-name="SeuDatabase"
		enabled="true" use-java-context="true" use-ccm="true">
         <connection-url>jdbc:mysql://localhost:3306/SeuDatabase</connection-url>
         <driver>mysql</driver>
         <transaction-isolation>TRANSACTION_READ_COMMITTED</transaction-isolation>
         
         <!-- Configuração opcional pra definir os parâmetros do pool de conexões -->
         <pool>
            <min-pool-size>10</min-pool-size>
            <max-pool-size>100</max-pool-size>
            <prefill>true</prefill>
         </pool>
         <security>
            <user-name>seu_usuario</user-name>
            <password>sua_senha</password>
         </security>
         
         <!-- Configuração opcional para validação de conexões e tratamento de exceptions -->
         <validation>
            <valid-connection-checker
				class-name="org.jboss.jca.adapters.jdbc.extensions.mysql.MySQLValidConnectionChecker"/>
            <exception-sorter
				class-name="org.jboss.jca.adapters.jdbc.extensions.mysql.MySQLExceptionSorter"/>
         </validation>
         
         <!-- Configuração opcional com os parâmetros de de cache -->
         <statement>
            <prepared-statement-cache-size>100</prepared-statement-cache-size>
            <share-prepared-statements>true</share-prepared-statements>
         </statement>
      </datasource>
      <drivers>
         <driver name="mysql" module="com.mysql">
            <datasource-class>com.mysql.jdbc.jdbc2.optional.MysqlDataSource</datasource-class>
         </driver>
      </drivers>
   </datasources>
</subsystem>


Complementando as postagens sobre os datasources MSQL Server dessa vez aprendemos a criar uma conexão com uma base MySQL . Mais uma vez para soluções mais complexas use o Google e sua criatividade. É isso aí bons estudos e se gostou da postagem torne-se um membro VIP e receba conteúdos exclusivos..


Tags: , , ,

Montando Um Ambiente De Desenvolvimento Java Completo

Esse é um post para aqueles que estão procurando começar a desenvolver em Java. Trata-se de um passo a passo em vídeos sobre como montar o ambiente de desenvolvimento Java completo. No primeiro vídeo eu faço uma pequena apresentação da série e dou algumas dicas rápidas.

No segundo vídeo aprendemos a baixar e instalar o Java 8 que pode ser baixado aqui.

No terceiro vídeo nos configuramos as variáveis de ambiente JAVA_HOME (C:\Program Files\Java\jdk1.8.0_92 – adapte esse endereço à sua realidade) e adicionamos sua referência ao Path (%JAVA_HOME%\bin).

No quarto vídeo realizamos a instalaçãp do Apache Maven que pode ser baixado aqui. E configuramos as variáveis de ambiente (C:\Program Files\Apache-Maven-3.3.9 – adapte esse endereço à sua realidade) e adicionamos sua referência ao Path (%M2_HOME%\bin).

Com o Maven já instalado nesse vídeo nós customizamos o diretório padrão em que salvamos as nossas dependências. Esse é um vídeo extra e se você tem espaço de sobra no seu HD pode simplesmente pular para o próximo vídeo.

No próximo vídeo eu demonstro como executar um projeto Maven se por acaso você já souber como fazer isso pode avançar direto para o próximo. Um ponto não mencionado no vídeo é que não raramente acontece é um proxy, firewall ou antivírus impedindo o download de nossas dependências então antes de xingar o Maven confira se essas três coisas não estão te sabotando.

Nesse vídeo nós aprendemos como instalar o Eclipse e como configurar o Maven nessa IDE. Você pode baixar o Eclipse aqui e a Spring Source Tool Suite aqui (a IDE que eu uso).

Agora veremos como importar e executar um projeto no Eclipse.

Os próximos vídeos é para aqueles que preferem trabalhar na IDE Netbeans que pode ser baixada aqui. Aprendemos qual opção de download escolher e como instalar.


No vídeo seguinte a gente importa e executa um projeto no Netbeans.

Nesse vídeo nos fazemos a instalação do GitBash que inclui o Git e um bash que você pode usar no lugar do prompt de comandos do DOS. As principais vantagens dele é prover funcionalidades similares às do Linux na linha de comando. O GitBash pode ser baixado aqui.


Agora nós instalaremos o MySQL que é um SGBD relativamente simples pra você iniciar seus estudos de Java acessando uma base de dados e pode ser baixado aqui.


Um passo óbvio depois de instalar um SGBD é instalar uma ferramenta de SGBD. No nosso caso instalaremos o HeidiSQL que usaremos para manipular os dados de nosso banco. Para baixá-lo clique aqui.


Nesse vídeo nos aprendemos como fazer um backup de uma base de dados.


E por fim aprendemos a restaurar um backup.

Com essas tecnologias configuradas temos bem além do básico necessário para trabalhar com Java. Como podem perceber você pode assistir os vídeos e instalar apenas as ferramentas que você precisar mas o objetivo final é te dar uma base tecnológica para construir aplicações Java se conectando a uma base de dados usando Maven. É isso aí bons estudos e se gostou da postagem torne-se um membro VIP e receba conteúdos exclusivos.